"Espero que a minha capacidade de aprender nunca morra." (Augusto Cury)







O que uma Educadora deve ter...

"Uma memória de elefante, para tudo se lembrar.

Uma paciência de anjo, para a todos educar.

Olhos à volta da cabeça, para tudo poder ver.

Resposta automática, para a todos responder.

Microfone incorporado, para tudo registar.

Umas costas bem largas, para tudo isto aguentar.

Ouvidos com controle de intensidade, para não ficar com a cabeça atordoada.

E uma voz bem resistente, para não ter de ficar calada.

Oito braços como um polvo, para a todos ajudar.

E um coração de criança, para tudo apreciar.

Um bom filtro nasal, para os maus cheiros resistir.

E um enorme bom humor, para tudo encarar a rir!

Mais dez dedinhos de fada, que ajudem a trabalhar...

E umas pernas de atleta, para os mais pequenos apanhar.

Conhecimentos de informática, para usar o computador.

E também de medicina, para aliviar a dor.

Precisa também de ter muita cultura geral.

E nas áreas ciêntíficas, não poderá dar-se mal... Biologia,

Matemática e também Meterologia. Para além de Físico-quimica e também Geografia.

Tem de saber Psicologia, para lidar com as pessoas. E dizer sem magoar, às vezes coisas menos boas...

Enfim, uma Educadora à medida da necessidade,

só feita por encomenda, não vos parece verdade???"


(Autor Desconhecido)


segunda-feira, 23 de maio de 2011

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Psicologia da Educação: Perfil de Bons Pais

Psicologia da Educação: Perfil de Bons Pais: "• Respeite os seus filhos Aos filhos é devido o reconhecimento de uma personalidade própria. Respeitar-nos-ão mais se mostrarmos saber acei..."

sábado, 7 de maio de 2011

O Nó no Lençol

Numa reunião de pais numa escola, a professora ressalvava o apoio que os pais devem dar aos filhos e pedia-lhes que se mostrassem presentes, o máximo possível...
Considerava que, embora a maioria dos pais e mães trabalhasse fora, deveriam arranjar tempo para se dedicar às crianças.
Mas a professora ficou surpreendida quando um pai se levantou e explicou, humildemente, que não tinha tempo de falar com o filho nem de vê-lo durante a semana, porque quando ele saía para trabalhar era muito cedo e o filho ainda estava a dormir e quando regressava do trabalho era muito tarde e o filho já dormia.
Explicou, ainda, que tinha de trabalhar tanto para garantir o sustento da família, mas também contou que isso o deixava angustiado por não ter tempo para o filho e que tentava compensá-lo indo beijá-lo todas as noites quando chegava em casa.
Mas, para que o filho soubesse da sua presença, ele dava um nó na ponta do lençol que o cobria. Isso acontecia religiosamente todas as noites quando ia beijá-lo.
Quando o filho acordava e via o nó, sabia logo, que o pai tinha estado ali e o tinha beijado.
O nó era o meio de comunicação entre eles.
A professora emocionou-se com aquela história e ficou surpreendida quando constatou que o filho desse pai era um dos melhores alunos da escola.
Este facto, faz-nos reflectir sobre as muitas maneiras de as pessoas se mostrarem presentes, e de comunicarem com os outros.
Aquele pai encontrou a sua, que era simples mas eficiente.
E o mais importante é que o filho percebia, através do nó, o que o pai estava a dizer.
Simples gestos, como um beijo e um nó na ponta do lençol, valiam, para aquele filho, muito mais do que presentes ou a presença indiferente de outros pais.
É por essa razão que um beijo cura a dor de cabeça, o arranhão no joelho, ou o medo do escuro...
É importante que nos preocupemos com os outros, mas é também importante que os outros o saibam e que o sintam.
As pessoas podem não entender o significado de muitas palavras, mas sabem reconhecer um gesto de amor.

Mesmo que esse gesto seja apenas e só, um nó num lençol...

Feliz dia da Mãe - 02 de Maio de 2011

Click to play this Smilebox slideshow
Create your own slideshow - Powered by Smilebox
This slideshow design generated with Smilebox

Páscoa com muita arte

Como não podia deixar de ser, a arte da cor (a pintura) continua presente na nossa sala...
  • Pintámos uns coelhinhos ao estilo do pintor Romero de Britto




  • E ainda uns ovos da Páscoa com linhas curvas - pintura abstracta


Ficaram lindos...

A nossa caça ao ovo da Páscoa...

Será que o coelhinho da Páscoa aparece hoje na nossa escola???

Vamos tentar ouvir se ele anda por aí!!!

A Sandra foi lá fora e diz que viu o coelhinho no recreio... nós também queremos vê-lo...

Ohhhhhhhhhhhhhhhhhh... já se deve ter ido embora, mas será que deixou alguma surpresa???



Não encontrámos o coelhinho da Páscoa mas ele deixou-nos um ovinho da Páscoa!!!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Dia do Nariz vermelho

Por uma boa causa...
Todos de vermelho!!!

Hoje contribuimos e vamos fazer sorrir muitas crianças hospitalizadas!!!